• Estava com Saudade de Ti – Eliana Ribeiro
  • Que Santidade de Vida – Mons. Jonas
  • Adeus Ano Velho Feliz Ano Novo
  • NOSSA MISSÃO / ADRIANA ARYDES
  • DAI-ME FORÇAS / Banda Chama

Morre aos 85 anos o bispo emérito da Diocese de Três Lagoas (MS), Dom Izidoro Kosinski

Postado por Pe Moacyr Ramos Nogueira em 16/set/2017 - Sem Comentários

A notícia do falecimento de dom Dom Izidoro foi dada em forma de uma Nota de Pesar, nesta sexta-feira, 15 de setembro, pelo diácono Roberto Rabelati, chanceler da Cúria Diocesana de Três Lagoas (MS):

Hoje os céus rejubilam de alegria! Aos 85 anos o Bispo Emérito da Diocese de Três Lagoas (MS), Dom Izidoro Kosinski cumpriu sua missão e agora, alcança a sua Páscoa Definitiva.

Dom Izidoro estava internado há alguns dias no Hospital Nossa Senhora das Graças, em Curitiba (PR). Já com a saúde debilitada pela idade, o quadro clínico de Dom Izidoro se agravou devido a um acidente ocorrido há alguns anos. A confirmação do seu falecimento foi anunciada às 20h15 de sexta-feira, 15 de setembro, por representantes da Casa da Congregação da Missão São Vicente de Paulo, de Araucária (PR), local onde ele residia desde 2009.

O corpo de Dom Izidoro será sepultado na cidade de Araucária. A Missa e Exéquias será celebrada neste sábado (16/9) às 15h na Igreja São Miguel em Tomás Coelho/Araucária – PR. Na sequência, será o sepultamento.

Nota de Pesar de dom Luiz Gonçalves Knupp, bispo de Três Lagoas (MS)

Na memória de Nossa Senhora das Dores, recebemos com grande pesar a notícia do falecimento de nosso amado bispo Emérito Dom Izidoro Kosinski, CM, que esteve à frente de nossa Diocese por 27 anos.

Em nome de toda Diocese de Três Lagoas, apresentamos nosso mais profundo sentimento de condolência e agradecimento à Deus pelo dom da vida de Dom Izidoro que soube como ninguém amar a Cristo no pobre, no excluído, no sem voz e sem vez, muitas vezes incompreendido e atacado pelo poder opressor e agressor da dignidade integral da pessoa humana. De maneira especial soube defender profeticamente os irmãos indígenas e os sem-terras através do profundo trabalho das pastorais sociais.

Nosso sentimento de dor e solidariedade na fé se estende ao clero de nossa Diocese, especialmente àqueles que receberam de suas mãos os ministérios e ordenação da Igreja, aos seus amados familiares e à Congregação da Missão, principalmente seus confrades que o acompanharam desde sua renúncia e saída de Três Lagoas.

Que Deus infinitamente misericordioso receba com imenso carinho este Bom Pastor que dedicou sua vida generosamente aos irmãos de nossa Igreja Particular de Três Lagoas. Hoje terminou sua peregrinação nesse mundo e agora cruza os umbrais da esperança na glória definitiva.

Enfim, expressamos nossa solidariedade na dor, na prece e na missão da Igreja, fazendo votos de o Cristo verdadeiramente Ressuscitado possa iluminar por seu Espírito Santo os corações de todos, preenchendo o vazio desta perda e aliviando o sofrimento que agora todos nós sentimos. Que os pobres o recebam no céu com alegria!

Três Lagoas, 15 de setembro de 2017, memória litúrgica de Nossa Senhora das Dores.

Histórico de vida de dom Kosinski

Natural da cidade de Araucária (PR), Dom Izidoro Kosinski foi ordenado Bispo em 24 de julho de 1981 e sua posse na Diocese de Três Lagoas aconteceu no dia 9 de agosto do mesmo ano.

Ele conduziu a diocese durante 27 anos e neste período deixou um importante legado de ensinamentos voltados para os mais humildes e necessitados. Nas décadas de 80 e 90, essa postura caridosa e justa, custou a Dom Izidoro duras críticas vindas de pessoas que não tinham empatia pelas causas sociais, as quais ele fez valer seu lema de ordenação episcopal: “Evangelizar os Pobres”.

Suas batalhas e conquistas sociais eram compartilhadas com toda a comunidade por meio do Jornal Vida Diocesana, periódico impresso que nasceu junto com constituição da Diocese de Três Lagoas com o intuito de manter a transparência nas tomadas de decisões da Igreja e aproximar as pessoas das ações pastorais.

Apesar dos obstáculos, Dom Izidoro sempre se manteve ao lado dos desfavorecidos e batalhou para o repasse de terras na região, pelos direitos dos operários e dos povos indígenas. Nesta última, destaca-se todo o empenho de Dom Izidoro em prol da etnia Ofayé, única tribo deste povo, já registrada, localizada no entorno de Brasilândia (MS).

Aos 77 anos Dom Izidoro Kosinski teve a sua renúncia, por limite de idade, aceita pelo Vaticano. Esse pedido foi uma solicitação própria devido a idade avançada com que se encontrava. Nas vésperas de confiar a Diocese de Três Lagoas ao saudoso Dom José Moreira Bastos Neto (25/1/1953 a 26/4/2014), Dom Izidoro dizia ter cumprido a sua missão e que agora, estava pronto para retornar a sua terra natal e descansar. Confiamos que agora, ele não só descansa como também, repousa ao lado de Deus!

Sobre a Diocese de Três Lagoas

A Diocese de Três Lagoas (Dioecesis Trilacunensis) é uma circunscrição eclesiástica da Igreja Católica com sede episcopal em Três Lagoas (MS). Foi criada pelo Papa Paulo VI em 3 de janeiro de 1978. Abrange um total de 10 cidades (Três Lagoas, Selvíria, Paranaíba, Aparecida do Taboado, Água Clara, Brasilândia, Chapadão do Sul, Santa Rita do Pardo, Inocência e Cassilândia), e contempla 15 Paróquias com mais de 108 capelas/comunidades.

Informações do

Diácono Roberto Rabelati – Chanceler da Cúria Diocesana de Três Lagoas
Fone: (67) 3521-3027
e-mail: pascom.diocese3lagoas@gmail.com
www.diocese3lagoas.com.br
Pastoral da Comunicação da Diocese de Três Lagoas – Pascom