• Estava com Saudade de Ti – Eliana Ribeiro
  • Que Santidade de Vida – Mons. Jonas
  • Adeus Ano Velho Feliz Ano Novo
  • NOSSA MISSÃO / ADRIANA ARYDES
  • DAI-ME FORÇAS / Banda Chama

Padre Moacir Ramos Nogueira – Seis Anos de Ordenação Presbiteral

Postado por Pe Moacyr Ramos Nogueira em 25/ago/2017 - Sem Comentários

Na cidade de Mutum – MG, no lar abençoado e privilegiado do senhor José Roberto Ramos e dona Luzia Nogueira da Silva Ramos nasceu o primogênito do casal no dia 8 de abril de 1979 um lindo menino, que na pia batismal recebeu o nome de Moacir, sendo batizado pelo Pe. Batista, aos 4 meses de idade.

Foram padrinhos de batismo o senhor Francisco e dona Inês, avós maternos, os tios Geraldo e Sebastiana, o consagraram e a tia Nilza o representou.

Aos 12 anos o bom menino fez a Primeira Eucaristia na Igreja da Comunidade São José, em Mutum recebendo a sagrada comunhão das mãos do Pe. Isaías.

Sempre frequentou a Igreja e preparou-se para receber o sacramento da Crisma e convidou o senhor Afonso para seu padrinho. A celebração foi presidida por Dom Hélio Gonçalves Heleno.

Ingressou no Grupo de Jovens Unidos Venceremos. Foi eleito  presidente do grupo e trabalhou com amor e propagou os deveres cristãos.

Observador dos valores éticos e cristãos decidiu ser padre. Estudou nos seminários de Matozinhos, Manhumirim e transferiu-se para o Seminário Nossa Senhora do Rosário, em Caratinga, onde fez Filosofia. Cursou Teologia em Belo Horizonte.

Estagiou na Igreja Nossa Senhora da Conceição sob a orientação do Pe. Humberto Borelli. Tornou-se diácono sendo a celebração presidida por Dom Hélio Gonçalves Heleno.

Em 20 de agosto de 2011 foi ordenado presbítero, recebendo o sacramento da ordem com a imposição das mãos de Dom Emanuel Messias de Oliveira, em Mutum.

A primeira missa foi celebrada na Igreja Matriz de São Manoel em Mutum, com a presença de seus pais, irmãos, parentes e amigos, onde reinou a alegria e o contentamento em ter na família um filho padre.

Sua primeira paróquia foi na cidade de Iapu durante quatro anos, tornando-se grande amigo dos jovens, conselheiro, modelo para todos que aprenderam amá-lo.

Transferido para Caratinga por Dom Emanuel Messias de Oliveira, assumiu a paróquia da Catedral de São João Batista no dia 16 de janeiro de 2016.

À frente da Casa-Mãe da Diocese, Pe. Moacir exerce a sua missão e função de Pastor com hombridade, seriedade, altruísmo, filantropia, dinamismo, é trabalhador, autêntico, íntegro, virtuoso, abnegado, assiste as pastorais, além de promover a parte social. Aqui aprendemos a admirá-lo, respeitá-lo e amá-lo.

Seja sempre Pe. Moacir, o evangelizador e missionário, porque o senhor tem como lema “Eu apascentarei as minhas ovelhas.

Saiba Pe. Moacir, que a vela só é acesa em ocasiões especiais da vida, e afirmo que a sua vela será acesa muitas e muitas vezes, porque ser padre é ser luz do mundo, é caminhar com a Igreja, povo de Deus.

Parabéns pelos seis anos de seu ministério presbiteral! Seja feliz, viva na alegria e tenha sempre Nossa Senhora em sua vida!

                                                    Dora Bomfim Pereira do Vale

 

Padre Moacir, louvamos a Deus pelo dom pelo dom de sua vida, de quem a Providência Divina se serviu a fim de nos permitir estarmos aqui para agradecermos mais um ano de sua ordenação sacerdotal. Na vida, há acontecimentos e datas que não podemos esquecer, como a sua vocação, algo de imenso importância para se fazer memória principalmente como atitude de ação de graças pelo dom recebido.

A Ordenação Sacerdotal

A Ordenação Sacerdotal é um momento marcante e significativo para a Igreja, pois reafirma a aliança de Deus com a humanidade. Não estamos sós. Isto caminha conosco pela interseção das mãos consagradas do Padre, que em cada Celebração Eucarística o coloca vivo entre nós; pleno de misericórdia, perdão e amor.

A Primeira Missa

O Sacerdócio é o ministério que põe o sacerdote em contato mais humanitário e estreito com deus, seu chamado supõe Fé e Obediência a Deus. A Fé a Obediência é a disposição livre de aceitar as orientações do Senhor, consciência de que “O Sacerdote não vive para si, mas para o povo.” com muita alegria Padre Moacir celebrou sua primeira missa na Matriz São Manoel (Mutum), feliz agradecido ec om uma alegria imensa no coração pelo chamado que Deus recebeu. Ao Celebrar a primeira Missa, Padre Moacir se mostrou consciente com sua vocação sacerdotal, sabendo da sua função de orientar o povo. Uma pessoa comum, tirada do meio do povo, mas com grande habilidade para o Sacerdócio consagrado.

A Primeira Paróquia

Como primeira paróquia, Padre Moacir foi acolhido com muita alegria na cidade de Iapu, na Paróquia Santo Estevão, onde recebeu muito carinho, respeito e calor humano. A partir de então se tornou membro da família de cada paroquiano, compartilhando com cada um, os sofrimentos e alegrias, cuidando de todos como o Pastor que cuida e conhece cada ovelha de seu rebanho, ensinando, consolando e abençoando…

O Padre é o sinal de Deus inserido sacramentalmente nessa missão apostólica e missionária, assumindo os desafios de uma nova comunidade que também o abraça. Que ele possa exercer sua missão no meio, com muito amor, oração, fidelidade, prontidão e que através das suas mãos ungidas possa derramar as suas bênçãos de Deus.

A celebração do Casamento

Casamento é uma celebração de testemunho e confirmação do amor. Amar é experimentar a plenitude do bem, um êxtase divino e humano, impulsionando pela necessidade de companhia e amor colocando no coração do homem mulher pela bondade de Deus.

Diante do sacerdócio, Padre Moacir viveu uma experiência gratificante de presidir o primeiro casamento, trazendo alegria e motivação, pois somente um ungido de Deus sabe a dimensão desse sacramento, que abençoa uma nova família que se inicia.

O Batismo

Ao sermos batizados em nome do Pai, do Filho e Espirito Santo sabemos que é nesse momento em que recebemos a unção do Espirito Santo e somos consagrados com dons que nos permitem dar glórias a Deus através uma vida abundante. A Igreja nos ensina nesse caso que o Sacramento do batismo é um sinal visível de uma graça invisível, o sacramento se mostra visível pelo sinal da água que é derramada sobre a criatura.

Padre Moacir, ser Padre é ser abençoado e verdadeiramente escolhido por Deus. Sem dúvida nenhuma, somente alguém que tem Deus ao seu lado é capaz de realizar tantos feitos como Celebrar a Eucaristia, pregar o Evangelho, orientar e acompanhar seus paroquianos.

A Paroquia Catedral

Hoje, nós paroquianos compreendemos um pouco a vocação para o sacerdócio, um dom divinal para o qual é preciso abrir mão de muitas coisas essenciais na vida, como família, o conforto, os amigos e a liberdade; um verdadeiro despojar-se de si mesmo, para que no fim, se obtenha a graça ofertada palas mãos de Deus.

Vocação para o sacerdócio é ainda, ser sempre grato estar sempre disposto, mesmo muitas vezes acabando por não ser compreendido pelas pessoas; é ser forte, destemido, mesmo que o coração esteja partindo pela dor; é ser rima é ser verso, é ver Deus no universo.

Podemos afirmar Padre Moacir, que comemoramos o aniversário de ordenação é comemorar a vida, pois o sacerdote não é apenas o homem da liturgia, mas aquele que faz da sua vida um culto litúrgico, identificando-se com a realidade da cruz; é se doar, amar e entregar aos irmãos e a Igreja, fazendo da sua vida um sacramento intenso e fecundo.

Parabéns ao senhor nesse dia tão grandioso e que Maria, mãe da Igreja, plena lhe impulsione cada vez mais a assumir sua vida sacerdotal.

Apostolado da Oração