• Estava com Saudade de Ti – Eliana Ribeiro
  • Que Santidade de Vida – Mons. Jonas
  • Adeus Ano Velho Feliz Ano Novo
  • NOSSA MISSÃO / ADRIANA ARYDES
  • DAI-ME FORÇAS / Banda Chama

Romaria das Águas e da Terra reúne milhares de fiéis em Caratinga

Postado por Pe Moacir Ramos Nogueira em 06/jun/2017 - Sem Comentários

Milhares de fiéis das sete dioceses mineiras e capixabas que compõem a Bacia do Rio Doce participaram neste domingo de Pentecostes, 04 de junho, da II Romaria das Águas e da Terra em Caratinga. O evento teve como tema “Bacia do Rio Doce, nossa Casa Comum” e como lema “Povos, terras e águas clamam por justiça”.

Por volta das sete da manhã os participantes começaram a ser acolhidos no Santuário de Adoração, onde foi servido um café. No local, o bispo diocesano, dom Emanuel Messias de Oliveira, e alguns dos organizadores saudaram os presentes. Além de apresentações musicais e de testemunhos, o grupo de jovens Plantação, de Simonésia, fez uma apresentação teatral sobre o cuidado com o meio ambiente.

Os participantes fizeram uma caminhada de três quilômetros até a Praça Cesário Alvim, onde está localizada a Catedral de São João Batista, no Centro da cidade. Em uma estrutura montada em frente à Catedral aconteceu a celebração da eucaristia, presidida pelo bispo diocesano e concelebrada por dezenas de padres. Memória dos mártires da luta pela terra, alegria e enculturação marcaram a celebração, que teve representadas tradições indígenas, afrodescendentes e rurais.

Milhares de fiéis das sete dioceses mineiras e capixabas que compõem a Bacia do Rio Doce participaram neste domingo de Pentecostes, 04 de junho, da II Romaria das Águas e da Terra em Caratinga. O evento teve como tema “Bacia do Rio Doce, nossa Casa Comum” e como lema “Povos, terras e águas clamam por justiça”.

Por volta das sete da manhã os participantes começaram a ser acolhidos no Santuário de Adoração, onde foi servido um café. No local, o bispo diocesano, dom Emanuel Messias de Oliveira, e alguns dos organizadores saudaram os presentes. Além de apresentações musicais e de testemunhos, o grupo de jovens Plantação, de Simonésia, fez uma apresentação teatral sobre o cuidado com o meio ambiente.

Os participantes fizeram uma caminhada de três quilômetros até a Praça Cesário Alvim, onde está localizada a Catedral de São João Batista, no Centro da cidade. Em uma estrutura montada em frente à Catedral aconteceu a celebração da eucaristia, presidida pelo bispo diocesano e concelebrada por dezenas de padres. Memória dos mártires da luta pela terra, alegria e enculturação marcaram a celebração, que teve representadas tradições indígenas, afrodescendentes e rurais.

Durante sua homilia, o bispo diocesano lembrou a solenidade de Pentecostes, considerando que a ação do Espírito Santo se manifestou na atitude profética dos milhares de Romeiros presentes, que denunciaram a exploração dos recursos naturais, da terra e da água, e anunciaram um novo tempo de cuidado com a Casa comum. “Os poderosos transformaram 800 quilômetros – de Mariana ao mar no Espírito Santo – de Rio Doce em um mar de lama. As consequências não são ainda mensuráveis. Os poderosos acabam com nossa terra e com nossas águas e, assim, humilham o povo. O agronegócio com hidronegócio roubam mais de 70% das nossas águas. Isso é inadmissível. Temos que lutar contra isso”, disse.

Dom Emanuel fez referência ainda à tragédia criminosa do rompimento da Barragem do Fundão, em Mariana, no mês de novembro de 2015, consequência da ganância irresponsável da indústria de minério Samarco, que comprometeu a sustentabilidade de comunidades de 800 km de extensão do Rio Doce.

Ao término da celebração, frei Gilvander Moreira, da Ordem dos Carmelitas Calçados, que é assessor da Comissão Pastoral da Terra, parabenizou os presentes pelo marco histórico na caminhada de fé das dioceses envolvidas e convidou os presentes para a 20ª Romaria das águas e da terra de Minas Gerais com o tema “Povos da Cidade e do Sertão Clamando por Água, Terra e Pão”, no dia 23 de julho de 2017, na cidade de Unaí.

Ainda nos momentos finais, Rosemary Leão e padre João Batista de Oliveira, responsáveis pela organização da Romaria, fizeram a leitura compartilhada da Carta II Romaria das Águas e da Terra da Bacia do Rio Doce.

A 3ª Romaria das Águas e da Terra da Bacia do Rio Doce acontecerá na arquidiocese de Mariana no dia 3 de junho de 2018, na cidade de Ponte Nova.

Fonte: Portal da diocese de Caratinga