• Estava com Saudade de Ti – Eliana Ribeiro
  • Que Santidade de Vida – Mons. Jonas
  • Adeus Ano Velho Feliz Ano Novo
  • NOSSA MISSÃO / ADRIANA ARYDES
  • DAI-ME FORÇAS / Banda Chama

Paróquia da Catedral Celebrando Com Fervor e Piedade o Mês de Maio

Postado por Pe Moacir Ramos Nogueira em 07/maio/2017 - Sem Comentários

Maio inspira; mês de mãe, mês de Maria, que é, e sempre será, modelo de mulher, obra prima da criação divina. Neste tempo devemos vivenciar a mística da maternidade de Nossa Senhora, Mãe de Jesus e da Igreja!

Todo bom cristão credita parte das graças que lhes são concedidas, senão todas, às súplicas dirigidas à intercessora maior; são pequenos sacrifícios, novenas, romarias, recitações do Santo Terço, buscando maior intimidade com Maria, modelo de mulher corajosa, providente, próxima, acolhedora e que continua tão disponível aos seus filhos queridos, cientes que somos de seu exemplo de piedade filial e resignação diante das coisas de Deus.

Maio é mês maternal, onde acontece também a festa em comemoração ao dia das mães da terra; não sob a ótica do consumismo, mas, principalmente, propício à reflexão sobre a vocação sublime de Maria na terra, em que Deus atribui a cada mulher o perfil maternal de sua Mãe, concedendo a Ela, Mãe das mães, o papel de medianeira, por excelência, entre os homens e Seu Filho Jesus!

São graças e mais graças alcançadas pelos méritos de Nossa Senhora junto a Seu Filho Jesus, onde sacrifícios e orações oferecidos mundo afora são expressões da dimensão sagrada da fé Mariana. Ofertemos, portanto, nossas dores, em tudo obedecendo aos desígnios, muitas vezes incompreendidos, que Deus tem para nós, e assim como Nossa Senhora, darmos nosso “sim” resignado…

Nossa comunidade saúda e celebra, com muita piedade e fervor, durante todo o mês, em honra à Santíssima Virgem, diversas homenagens para dignificar sua presença cuidadora e amorosa em nossas vidas, onde pequenos anjos coroam sua imagem, nos encantando a todos, eternizando seu papel de medianeira e modelo de mãe cristã, permitindo a nós não nos esquecermos jamais de que Ela é a presença viva na vida da Igreja e um convite para olharmos o céu, reavivando nossa filial confiança e assim rendermos graças a Jesus por ter dado sua vida por nós e ainda na cruz, ter-nos dado Nossa Senhora…

Mãe da misericórdia, este mês todos os olhares se voltam para ti; saudando-te e depositando em seu colo maternal todas as vicissitudes de um mundo envolto em tantas tribulações, e por acreditarmos firmemente na sua dedicação total às coisas do Pai, sabemos que guarda no silêncio do teu coração o momento certo de dialogar com Seu Filho, pois em sua infinita humildade e bondade, mais do que mãe, foi uma discípula fiel d’Ele, demonstrando, através de incontáveis graças alcançadas, seu amor incondicional e sua dedicação em interceder incansavelmente por nós!

Que este mês seja tempo privilegiado e cheio de graças abundantes pelas mãos de Maria, quer coroando sua imagem, quer orando incessantemente, eternizando sua presença no profundo mistério de ser Ela a Mãe de Deus, o que a eleva acima de todas as criaturas, mesmo tendo Maria vivido como qualquer um de nós, porém, não nos esquecendo jamais de sua plenitude em ser a Mãe do Redentor, tornando-a a principal mediadora e intercessora do povo de Deus, estando sempre disposta a seguir a vontade do Pai, cuja singular vocação de disponibilizar-se à graça de Deus, é sinal de uma mulher cheia do Espírito Santo, donde brotam todas as virtudes…

Alessandra Valente

Texto da Coroação de Sábado dia 6 de maio

Neste ano de 2017, somos convidados pela Igreja, a celebrarmos Nossa Senhora. São 300 anos do encontro da Imagem de Nossa Senhora da Conceição  Aparecida nas águas do Rio Paraíba do Sul. E, 100 anos do encontro de  Nossa Senhora de Fátima a três  jovens-crianças pastores em Portugal.

Em Aparecida, vivenciamos um sinal de Deus ao povo sofrido e marginalizado. Em Fátima, nos implora por oração e conversão.  Ela sempre vem de forma “singela, doce e pura” mostrar a seus filhos que Nosso Senhor nunca desampara e que Ele vive e está no meio de nós. O convite de Maria como mãe da Igreja é sempre “ Fazei tudo o que Ele vos disser”(Jo 2,5)

Hoje, sábado, dia dedicado a Virgem Maria, mãe de Deus e nossa, queremos também celebrar e desejamos ardentemente que cada um faça a sua experiência com a Mãe de Deus. Seja de Aparecida, do Lugar ou de Fátima. Peça a intercessão pelas situações de sua vida… E que Ela continue  mostrando-nos Jesus e ensinando-nos a amá-lo e torná-lo cada vez mais conhecido e amado por todos.

Nossa Senhora Aparecida, rogai por nós! Nossa Senhora de Fátima, rogai por nós!

Silvana Patrícia